Xampu

Relembro seu corpo nu

Ainda recordo o xampu

Que passava em seu cabelo.

Ainda sinto o perfume

Ainda tenho ciúme

Até mesmo de seu cheiro.


A água tocava seu seio

No meu peito o receio

Que em mim ainda fere.

O seu jeito de falar

O seu modo de tocar

A espuma em sua pele.


O seu corpo inteiro

Molhado no chuveiro

A espuma a lhe tocar.

Eu ouvia sua voz

Eu sentia que entre nós

nada ia se acabar.


Do que era só amor

Hoje só me resta a dor

Sem você perto de mim.

Tudo aquilo se acabou

Para mim então restou

A dor que me deixa assim.

Anúncios

Um comentário sobre “Xampu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s